inovanças-imagem-divulgacao

Nesta quarta-feira, dia 16 de agosto, a bióloga e especialista em Educação Ambiental, Danielle Souza, representará o Favela Orgânica no seminário “Inovanças”. Promovida pelo Museu do Amanhã, a iniciativa é desdobramento da “Inovanças – Criações à Brasileira”, exposição que apresenta ao público 39 inovações brasileiras.

Souza participará da mesa “É preciso valorizar a tecnologia social” e falará sobre a atuação e o impacto do Favela Orgânica na comunidade carioca. Iniciado em 2011 no Morro da Babilônia, Rio de Janeiro, o projeto social incentiva a criação de hábitos e práticas alimentares responsáveis e sustentáveis a partir de uma abordagem holística que engloba conceitos como consumo consciente, gastronomia alternativa, compostagem caseira e hortas em pequenos espaços.

A mesa “É preciso valorizar a tecnologia social” terá início às 11h10 da manhã, com término programado para as 12h20, seguida de 20 minutos para leitura de perguntas e respostas.

Sobre o Museu do Amanhã

O Museu do Amanhã é uma iniciativa da Prefeitura do Rio, concebido e realizado em conjunto com a Fundação Roberto Marinho, instituição ligada ao Grupo Globo, tendo o Banco Santander como Patrocinador Master e a Shell como mantenedora.

Conta ainda com a Engie, IBM e IRB Brasil Resseguros como Patrocinadores, Grupo Globo como parceiro estratégico e o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Ambiente, e do Governo Federal, por intermédio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A instituição faz parte da rede de museus da Secretaria Municipal de Cultura. O Instituto de Desenvolvimento de Gestão (IDG) é responsável pela gestão do Museu.

Para saber mais informações sobre a “Inovanças – Criações à Brasileira”, acesse: museudoamanha.org.br/inovancas

Serviço:

Mesa “É preciso valorizar a tecnologia social”
Local: Museu do Amanhã
Endereço: Praça Mauá, 1 – Centro, Rio de Janeiro – RJ
Horário: a partir das 11h10

Comentários

comentários